Siga-nos através do Youtube

VAR na Premier League: um exemplo a ser seguido

VAR na Premier League
Crédito: reprodução da internet/VAR começou em 2019 na PL

O uso das tecnologias no futebol era um tema que ecoava em programas esportivos, analistas e os torcedores. Jornalistas e torcidas consideraram o VAR (Video Assistant Referee), um avanço histórico no esporte, mas, e até aqui, será que utilizam o VAR de forma correta?

A primeira ação do árbitro de vídeo aconteceu em 2018, na Copa do Mundo, na Rússia. Entretanto, o que se discute é sobre sua eficiência, por mais tecnológico que seja, haverá um ser humano na coordenação. 

A busca pela justiça e consequentemente a diminuição dos erros, foi o principal motivo para a implementação do VAR. Quando bem operado, é um grande aliado do esporte e de todos os envolvidos.

VAR na Inglaterra

Na atual temporada, o campeonato inglês virou motivo de exemplo para o futebol brasileiro. A começar pelo o que mais se preza no VAR “Máximo de eficiência, mínimo de interferência”, item que a arbitragem daqui com certeza não respeita.

As orientações são claras, por exemplo, em lance de gol com dúvida sobre impedimento. A revisão deve durar até o fim da comemoração dos jogadores e todo o procedimento passa ao vivo na televisão.

Outro ponto positivo são as atitudes dos jogadores. Enquanto aqui, muitos fazem o famoso “bolinho” pressionando o árbitro a cada lance duvidoso, na Premier League, os atletas entendem a situação e não ficam pressionando o dono do apito, em grande parte dos casos.

Ainda sobre tecnologia, os ingleses têm outra vantagem, possuem a GLT. Tal ferramenta serve para conferir lances de gol ou não gol, utilizando sete câmeras e chips nas traves. 

Para o VAR ser bem utilizado, tempo e preparação são fundamentais. Tempo esse que foi essencial para a PL, já que dentre as principais ligas nacionais, foi a última a implementar o árbitro de vídeo. 

Por fim, o modelo usado pode sim ser um padrão a ser seguido em outros países que têm dificuldades com o VAR, como no Brasil. Ocorrerão erros, todavia, é imprescindível diminuí-los. 

Deixe uma resposta