Paulo Henrique Ganso é a maior decepção do futebol brasileiro?

Foto: Luciano Belford

Por Vinícius Anselmo

Qual jogador vem na sua cabeça quando você ouve a palavra ”decepção”? Na minha, com todo certeza do mundo, vem o nome de Paulo Henrique Ganso. Para o jornal italiano Gazzetta dello Sport, o Brasil conta com três nomes: Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato e Leandro Damião.

Confesso que o Alexandre Pato foi uma decepção, sim. Surgiu como promessa no Internacional, mas foi vendido de forma muito precoce ao Milan. Mas nada que se compare ao Ganso.

Foto: ESPN 

Paulo Henrique parecia que tinha nascido na época errada. Em 2008 deu seus primeiros passos no Santos, e parecia que o meia clássico, chamado camisa 10, tinha voltado ao cenário brasileiro. Para muitos ele era até melhor do que o próprio Neymar, na época. E não era exagero de se pensar.

Dunga preferiu não apostar no garoto para a Copa do Mundo de 2010. Mas, tínhamos a certeza de que o nosso meio-campista para a Copa do Mundo seguinte, a de 2014, estava ali.

Foto: Alexandre Battibugli/VEJA

Engano nosso né? O futebol apresentado pelo jogador nunca mais foi o mesmo. Depois de algumas lesões e passagens tímidas por várias equipes o encanto desapareceu. Levanto a hipótese do Ganso ser a maior decepção brasileira no futebol por esperar muito de um jogador que encantou demais no início da carreira. Porém, não temos a resposta de o porquê dele não ter ”vingado”.

Hoje, com 30 anos de idade, faz parte do elenco do Fluminense, que recentemente foi vice-campeão carioca. No entanto, o futebol apresentado nos anos de 2010 e 2011 era de se imaginar o jogador atuando por Real Madrid ou Barcelona.

Foto: Mailson Santana

Trajetória 

Santos – 2008/2012

São Paulo – 2012/2016

Sevilla – 2016/2018

Amiens – 2018/ 2019

Fluminense – 2019/2020

Seleção Brasileira 

Sub-20 – 7 jogos

Sub-23 – 3 jogos

Principal – 8 jogos

Títulos 

Campeão Paulista – 2010/2011/2012 (Santos)

Copa do Brasil – 2010 (Santos)

Copa Libertadores da América – 2011 (Santos)

Recopa Sul-americana – 2012 (Santos)

Copa Sul-americana – 2012 (São Paulo)

Eusébio Cup – 2013 (São Paulo)

Taça Rio – 2020 (Fluminense)

Jogos, gols e assistências

482 jogos

72 gols

94 assistências

Foto: ESPN

E pra você, quem foi a maior decepção do futebol brasileiro? Deixe a sua opinião nos comentários.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *